terça-feira, 11 de novembro de 2014

JULIETA, trabalhadora pobre!...




Há algo que não cola com o discurso oficial, provavelmente porque antes que entre em vigor a taxa que o candidato a primeiro-ministro pretende impor a quem entre em Lisboa, vieram mais pobres empobrecer os pobres que já cá estavam.

“Os pobres ficaram ainda mais pobres”? Anunciam. Todos sabemos que não há limites para a riqueza, mas até que ponto é que um pobre pode ficar ainda mais pobre? Quais são os limites da indigência?
A Julieta, trabalhadora pobre… onde estão os trabalhadores ricos?
Noticia-se em grandes parangonas que os pobres estão mais pobres como algo de natural, não se aflorando sequer as causas e muito menos a ligação direta aos donos disto tudo (DDT).
ENTRETANTO,

A ministra das Finanças participou hoje no almoço-debate promovido pelo American Club num hotel de Lisboa, onde declarou que
"Não há muitos ricos em Portugal"

3 comentários:

Luís disse...

A mensagem é: "se há poucos temos de os estimar!"
(tens novamente ativa esta coisa para eu provar que não sou um robô? é escrevendo uns números que eu provo? pronto eu escrevo 418)

um rico abraço em terra de pobres ou em terra de ricos?

Luís Neves

Pata Negra disse...

que rica

Olinda disse...

Tambêm ouvi a notîcia da ministra-parva ou da estûpida da ministra.Agora compreendo o aumento da pobreza,pois se ê preciso muitos pobres para fazer um rico,nao se pode dizer que este governo nao tenha trabalhado para o aumento de ambos.

Abraco