quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Para descontrair e não esquecer

Temos que nos preparar, carregar baterias, não dar tréguas aos espoliadores.
 
Vermelho[clicar aqui]

A côr do
meu batuque
Tem o
toque, tem o som
Da
minha voz
Vermelho, vermelhaço
Vermelhusco, vermelhante
Vermelhão...

O
velho comunista se aliançou
Ao
rubro do rubor do meu amor
O
brilho do meu canto tem o tom
E a
expressão da minha côr
Vermelho!...

A côr do
meu batuque
Tem o
toque, tem o som
Da
minha voz
Vermelho, vermelhaço
Vermelhusco, vermelhante
Vermelhão...

O
velho comunista se aliançou
Ao
rubro do rubor do meu amor
O
brilho do meu canto tem o tom
E a
expressão da minha côr
Meu coração!...

Meu coração é vermelho
Hei! Hei! Hei!
De
vermelho vive o coração
He Ho! He Ho!
Tudo é garantido
Após a rosa vermelhar
Tudo é garantido
Após o sol vermelhecer...

Vermelhou o
curral
A
ideologia do folclore
Avermelhou!
Vermelhou a
paixão
O
fogo de artifício
Da
vitória vermelhou...

A côr do
meu batuque
Tem o
toque, tem o som
Da
minha voz
Vermelho, vermelhaço
Vermelhusco, vermelhante
Vermelhão...

O
velho comunista se aliançou
Ao
rubro do rubor do meu amor
O
brilho do meu canto tem o tom
E a
expressão da minha côr
Vermelho!...

A côr do
meu batuque
Tem o
toque, tem o som
Da
minha voz
Vermelho, vermelhaço
Vermelhusco, vermelhante
Vermelhão...

O
velho comunista se aliançou
Ao
rubro do rubor do meu amor
O
brilho do meu canto tem o tom
E a
expressão da minha côr
(
Vermelho!)
Meu coração!...

Meu coração é vermelho
Hei! Hei! Hei!
De
vermelho vive o coração
He Ho! He Ho!
Tudo é garantido
Após a rosa vermelhar
Tudo é garantido
Após o sol vermelhecer...

Vermelhou o
curral
A
ideologia do folclore
Avermelhou!
Vermelhou a
paixão
O
fogo de artifício
Da
vitória vermelhou.
(Fafá de Belém)

2 comentários:

Sérgio Ribeiro disse...

Lembraste bem!

Um abraço

Luís disse...

Um abraço vermelho de mim que nem conheço a música