domingo, 4 de fevereiro de 2018

5 mil vezes!...




“CINCO MIL VEZES”

“As análises agora divulgadas indicam que, na origem da poluição, estão as empresas de pasta de papel da região. Os níveis de celulose das amostras superavam o recomendado em "cinco mil vezes".

E o crime é tratado com luvas, o ministro usa um blá-blá-blá de circunstância e os media, dada a dimensão da espuma – se não houvesse espuma o silêncio ainda seria maior – vendem o espetáculo e escondem na medida do possível os serial killers. Sim, são assassinos em série!; doenças que se manifestam sem se saber porquê, grande parte têm como origem todos estes crimes ambientais. As nossas vidas estão em perigos e são trocadas por coimas irrisórias.

Um Estado que não age célere em defesa do povo que o sustem, devia ser punido como conivente nos crimes que também são seus.

O MINISTRO, O GOVERNO TÊM QUE SE DEFINIR
VÃO ATUAR EM DEFESA DO POVO OU DAS CELULOSES?

3 comentários:

Gil António disse...

Boa tarde. E o Rio Tejo é tão acolhedor e bonito. Uma pena que, talvez por opção discutível, se encontra em certas zonas - Vila Franca por exemplo - tão abandonado
.
Escrito em três sextilhas:
*Nós dois ... um só coração *
.
Votos de um dia feliz

Olinda disse...

O video trata duma situação anterior à actual.Não sei se mais ou menos grave mas,seria curioso conhecer qual a actuação do governo para essa calamidade ambiental.A ver pela reincidência,parece-me que pouco ou nada foi feito.Abraço

Rogerio G. V. Pereira disse...

Um ministro feito de papelão
não irá contra a sua condição

vejamos como será este ministro, por dentro